Irã prende 11 por emboscada e diz que há ligação estrangeira

O Ministério da Inteligência do Irã disseno domingo que prendeu 11 membros de um grupo terrorista comligações internacionais e supostamente responsável por umaemboscada, na qual morreu um clérigo e sete pessoas ficaramferidas, disse uma agência de notícias. O ataque a um ônibus em uma província no sudoeste do paísaconteceu em abril, disse a agência de notícias semi-oficialMehr News. Os agentes do Ministério da Inteligência "conseguiram deter11 membros do bando terrorista mercenário, ligado aestrangeiros em várias operações", disse, sem dar maisdetalhes. A República Islâmica já acusou os Estados Unidos e aGrã-Bretanha de tentar desestabilizar o Irã por meio do apoio arebeldes nas instáveis regiões de fronteira. No mês passado, o Irã fez um protesto oficial contra osEstados unidos, por meio de um intermediário suíço, devido aosuposto apoio de Washington a um grupo que bombardeou umamesquita na cidade de Shiraz, em abril, matando 14 pessoas eferindo 200. Os Estados Unidos e o Irã não têm relações diplomáticasdesde 1980. Agora, Washington acredita que o Irã queirafabricar bombas atômicas e apóie milícias rebeldes no Iraque.Teerã nega ambas as acusações. (Reportagem de Hashem Kalantari)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.