Irã prende dois líderes da oposição, diz site

O Irã prendeu na segunda-feira dois importantes líderes reformistas que deveriam participar de um protesto nacional contra o governo, disse um site de oposição na segunda-feira.

REUTERS

28 de fevereiro de 2011 | 20h20

Mirhossein Mousavi e Mehdi Karoubi já haviam passado mais de duas semanas confinados nas suas casas. Filhas de Mousavi disseram ao site Kaleme que desde o dia 14 elas eram impedidas de chegar até a residência dele.

"Fontes dizem que eles foram presos e transferidos para a penitenciária de Heshmatiyeh, em Teerã", disse o site.

Mas uma fonte judicial não identificada negou, em declarações à agência de notícias semiestatal Fars, que os ativistas tenham sido presos.

"Eles estão atualmente em suas casas, e foram impostas algumas restrições a eles para impedir seus contatos com elementos 'suspeitos'", disse essa fonte.

Ativistas de direitos humanos disseram no domingo que Mousavi e Karoubi foram presos por convocarem seus seguidores a um protesto. Eles já haviam sido postos em prisão domiciliar no dia 14, quando milhares de pessoas foram às ruas contra o regime islâmico. Duas pessoas morreram e dezenas foram detidas durante essa passeata ilegal.

Parlamentares governistas já pediram a prisão e enforcamento dos dois dirigentes de oposição por causa de seu papel de liderança nos protestos motivados pelas suspeitas de fraude na eleição presidencial de 2009.

Mousavi e Karoubi negam que tenham cometido qualquer crime, e dizem que o movimento reformista continuará atuando. A manifestação deste mês foi a primeira no país desde a violenta repressão a um ato público em dezembro de 2009.

Sites de oposição convocaram a população para manifestações em todo o país na terça-feira, quando Mousavi completa 69 anos. As autoridades já alertaram a oposição a não realizar reuniões "ilegais."

O site Voz Verde do Irã disse que outra manifestação será realizada no dia 15. Várias páginas do Facebook propõem protestos todas as terças-feiras.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAOPOSICAOPRENDE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.