Irã reabre fronteira com curdistão iraquiano

Veículos voltam a circular nas passagens após prisão de iraniano acusado de treinar terroristas no Iraque

Efe,

08 de outubro de 2007 | 08h19

O Irã reabriu oficialmente nesta segunda-feira, 8, suas cinco passagens fronteiriças com o Curdistão iraquiano, informaram fontes do Governo Autônomo curdo. O regime de Teerã decidiu fechar a fronteira pouco depois da detenção de um iraniano, identificado como Mahmoud Farhadi, no dia 20 de setembro, em Suleimaniya, pelo Exército americano, que o acusa de treinar terroristas estrangeiros e facilitar sua entrada no Iraque. Assim, as primeiras pessoas e veículos começaram a atravessar a fronteira, que permaneceu fechada por duas semanas pela detenção de um cidadão iraniano no Iraque. Nenhuma fonte do Irã ou curda explicou o motivo pelo qual a fronteira não foi reaberta no domingo, como havia sido anunciado anteriormente. O governo do Irã sempre sustentou que o detido era membro de uma delegação comercial iraniana no Iraque que visitava essa província. No sábado passado, as autoridades iranianas anunciaram a reabertura da fronteira após negociações com os curdos iraquianos.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãIraquecurdo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.