Irã rejeita críticas ocidentais sobre direitos humanos

Segundo Ministério das Relações Exteriores, criticas são irreais e politicamente motivadas

AP

17 de junho de 2010 | 09h42

TEERÃ - O Ministério das Relações Exteriores do Irã rejeitos as críticas das nações ocidentais sobre a situação dos direitos humanos em seu país, chamando-a de irrealista e politicamente motivada.

 

As nações ocidentais repreenderam o Irã em um relatório enviado ao Conselho dos Direitos Humanos da ONU nesta semana pelo o que eles chamaram de falta de progresso na proteção dos direitos humanos. Eles citaram a violência nos protestos que se seguiram às eleições presidenciais do ano passado.

 

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Ramin Mehmanparast, foi citado pela agência oficial de notícias do país nesta quinta-feira dizendo que o relatório em uma tentativa de desviar a opinião pública de um ataque israelense a uma frota que tentava furar o bloqueio de Israel na Faixa de Gaza.

 

Ele chamou o relatório de "irreal e com intenções políticas".

Tudo o que sabemos sobre:
Irãcríticasdireitos humanosocidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.