Irã responderá em breve sobre oferta nuclear, afirma UE

O principal diplomata da União Européiaafirmou, após as negociações em Teerã neste sábado, que o Irãespera responder rapidamente a uma oferta de mais incentivospara interromper as atividades nucleares, mesmo após umporta-voz do governo iraniano ter descartado uma paralisação noenriquecimento de urânio. As seis potências mundiais que estão por trás do pacote deincentivos querem que o Irã suspenda o enriquecimento de urâniodurante as negociações sobre a oferta em questão, disse o chefeda UE para a política externa, Javier Solana. "É uma oferta que será estudada (pelo Irã) e estamosaguardando a resposta, que eles esperam ser rápida", afirmouSolana a jornalistas durante viagem a Teerã. "Continuaremos pedindo uma paralisação durante o períododas negociações e (então) veremos o resultado das negociações",acrescentou Solana após apresentar o pacote de comércio eoutros benefícios. Ele espera que a proposta, desenhada para persuadir Teerã ainterromper sua atividade nuclear de possível uso paraconstrução de bombas atômicas, seja o ponto inicial dasnegociações. O Irã tem repetidamente descartado encerrar sua pesquisapara a indústria de enriquecimento de urânio, que pode produzircombustível para usinas de energia --seu objetivo declarado--ou armas. O país afirma que está pronto para negociar com aspotências mundiais. "O ponto de vista do Irã é claro: qualquer condição préviaé inaceitável", afirmou o porta-voz do governo, GholamhosseinElham, quando perguntado sobre o pacote oferecido por EstadosUnidos, China, Rússia, França, Grã-Bretanha e Alemanha. "Se opacote inclui suspensão, não é passível de debate." Mas autoridades iranianas e Solana concordaram em Teerã emretomar os esforços para achar uma solução diplomática para oimpasse, que ajudou a elevar o preço do petróleo a recordes,informaram fontes do Irã. "Um novo caminho diplomático foi aberto. Será a base paranovas conversas nucleares", disse uma autoridade iraniana, quepediu para não ser identificada. Um diplomata europeu disse:"Ambos os lados concordaram em permanecer em contato econtinuar trabalhando."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.