Irã se diz pronto a discutir 'quaisquer questões' com a AIEA

O Irã afirmou nesta terça-feira que está aberto a discutir "quaisquer questões" na rara reunião que manterá com representantes da agência nuclear da Organização das Nações Unidas (ONU) entre os dias 29 e 31 de janeiro em Teerã.

FREDRIK DAHL, REUTERS

17 de janeiro de 2012 | 17h12

A delegação da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), chefiada pelo subdiretor-geral Herman Nackaerts, deve buscar explicações do Irã a respeito das suspeitas de que o país estaria desenvolvendo secretamente armas nucleares e os meios para lançá-las.

Por causa dessa desconfiança, o Irã enfrenta diversas sanções internacionais, apesar de insistir no caráter pacífico das suas atividades. Diplomatas ocidentais dizem que o Irã pode usar o diálogo com a AIEA para protelar o fim do seu programa atômico.

"Estamos abertos a quaisquer questões que a AIEA esteja interessada em discutir, dentro do marco do seu mandato, é claro", disse à Reuters o embaixador do Irã junto à AIEA, Ali Asghar Soltanieh. "Estou otimista de que teremos uma reunião construtiva, profissional e técnica."

Ele não disse quais autoridades iranianas participarão dos encontros, e a AIEA não comentou a declaração dele.

Inspetores da ONU habitualmente visitam as instalações nucleares do Irã, mas seus movimentos fora desses locais são restritos, e há anos a AIEA se queixa da falta de acesso a instalações, equipamentos, documentos e pessoas relevantes para a investigação.

Soltanieh disse que o Irã tem interesse em "eliminar ambiguidades e concluir todo esse processo aparentemente infinito". Acrescentou que a visita da AIEA mostra "a determinação (do Irã) para a cooperação e o envolvimento com a AIEA de maneira construtiva e transparente".

Um diplomata ocidental disse, pedindo anonimato, que a AIEA espera "uma reunião substancial, em que o Irã realmente responda às questões, em vez de falar sobre como responder às questões no futuro". "E acho que o Irã não tem intenção de responder substantivamente às questões", acrescentou.

(Reportagem adicional de Zahra Hosseinian)

Tudo o que sabemos sobre:
IRAAIEANUCLEAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.