Irã se diz pronto para novas conversas sobre programa nuclear

O Irã está pronto para conversar com as seis grandes potências a respeito de seu programa nuclear "no final de outubro ou início de novembro," disse o ministro das Relações Exteriores, Manouchehr Mottaki, neste sábado.

PARISA HAFEZI, REUTERS

09 de outubro de 2010 | 12h26

"Acreditamos que o final de outubro ou início de novembro será uma data apropriada para as conversas dos representantes do Irã e do grupo 5+1," afirmou Mottaki em coletiva de imprensa.

Ele não deu detalhes sobre o local das conversas. Autoridades ocidentais dizem que elas podem se realizar em Viena ou Genebra.

As conversações entre o Irã e os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU --Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, Rússia e China, mais a Alemanha-- emperradas desde outubro do ano passado, devem abordar as preocupações com o enriquecimento de urânio de Teerã, que levou a um endurecimento nas sanções internacionais contra o país.

Os EUA e seus aliados europeus temem que o programa nuclear iraniano, declaradamente civil, seja um disfarce para desenvolver a capacidade de produzir armas atômicas.

Quinto maior produtor de petróleo do mundo, o Irã diz precisar de tecnologia para fazer combustível nuclear para a geração de energia.

O presidente Mahmoud Ahmadinejad estabeleceu condições para novas conversas, declarando que uma maior variedade de países deve se envolver, que as partes devem dizer se buscam amizade ou hostilidade com o Irã e que devem expressar sua opinião sobre o suposto arsenal nuclear de Israel.

O Ocidente desconfia do que vê como esforços iranianos de se desviar do tema principal, ganhando tempo para avanços no enriquecimento de urânio.

Tudo o que sabemos sobre:
IRACONVERSAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.