Irã teria bomba atômica em até um ano, diz Israel

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, concordou com os Estados Unidos nesta quarta-feira de que o Irã precisa de cerca de um ano para fabricar uma arma nuclear, mas ressaltou que as preocupações iniciais de Israel estavam focadas no enriquecimento de urânio.

Reuters

20 de março de 2013 | 16h47

Em entrevista coletiva conjunta com o presidente norte-americano, Barack Obama, Netanyahu reiterou que Israel não quer que o Irã aumente seus estoques de urânio enriquecido, independentemente de a República Islâmica ter decidido seguir em frente e fabricar uma bomba atômica.

"Se o Irã decidir ir adiante (e fabricar) uma arma nuclear... então eles levarão só cerca de um ano", disse Netanyahu, acrescentando que "na nossa visão, o Irã chegará a uma zona de imunidade quando acabar com o processo de enriquecimento."

(Texto de Crispian Balmer)

Tudo o que sabemos sobre:
ISRAELIRANUCLEAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.