Irã vai revidar eventual ataque israelense, diz Guarda Revolucionária

Estado judeu não descarta uma ofensiva militar contra o programa nuclear iraniano

AP

06 de abril de 2010 | 09h49

TEERÃ-Mojtaba Zolnour, um alto oficial da Guarda Revolucionária do Irã, afirmou nesta terça-feira, 6, que o país vai revidar caso Israel ataque a república islâmica. não são incomuns. O Estado judeu não descarta uma ofensiva militar contra o programa nuclear iraniano.

 

"Os nossos inimigos sabem que se eles lançarem um míssil direcionado para o Irã, o pó das explosões dos mísseis iranianos se levantará em Tel Aviv" mesmo que "seu míssil (inimigo) ainda esteja no ar", falou Zolnour segundo a agência de notícias Fars.

 

O oficial havia feito ameaças similares em outubro, quando falou que Teerã iria "explodir o coração de Israel" se os Estados Unidos ou o Estado judaico atacassem primeiro. Os mísseis iranianos, com alcance de até 2.000 km, podem atingir Israel.

 

Irã e o Ocidente estão em desacordo sobre o controverso programa nuclear iraniano, que, segundo os Estados Unidos e algum de seus aliados, é uma maneira de encobrir o desenvolvimento de armas nucleares. O Irã nega as acusações, e sustenta que o programa tem fins pacíficos.

 

O presidente Barack Obama disse que seis potências mundiais irão desenvolver um pacote de novas medidas punitivas nas próximas semanas se Teerã continuar a se recusar a para o enriquecimento de urânio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.