Irã vê boas perspectivas em novas negociações nucleares

Representantes do programa atômico se encontram com subsecretários dos EUA em Genebra neste sábado

Efe e Reuters,

18 de julho de 2008 | 07h44

O ministro iraniano das Relações Exteriores, Manouchehr Mottaki, disse nesta sexta-feira, 18, que as novas negociações sobre o programa nuclear do país, que serão iniciadas neste sábado, são positivas e trazem boas sinalizações para o futuro.   A novidade da reunião de Genebra é que, pela primeira vez, haverá a presença de um representante dos Estados Unidos: o subsecretário de Estado americano para Assuntos Políticos, William Burns. "A presença de um representante dos EUA em Genebra é um acontecimento positivo", disse Mottaki em entrevista coletiva, em Ancara, depois de se reunir com o ministro de Exteriores turco, Ali Babacan. "O novo processo de negociações é positivo e o procedimento é bom. Ele sinaliza bons desenvolvimentos para o futuro. Espero que essa benevolência do processo se reflita no conteúdo", afirmou Mottaki. Esperamos bons resultados caso o processo continue assim", disse o chanceler. Os Estados Unidos disseram na quarta-feira que enviarão um representante para Genebra para participar das negociações sobre o programa nuclear do Irã pela primeira vez. O objetivo é enfatizar que Washington quer uma solução diplomática para o impasse. William Burns, integrante do primeiro escalão da diplomacia americana, se juntará ao chefe da política externa da União Européia (UE), Javier Solana, e a autoridades do Reino Unido, França, Alemanha, Rússia e China nas negociações. Os EUA, que romperam relações diplomáticas com o Irã pouco depois da revolução islâmica de 1979, acusa Teerã de buscar a construção de uma bomba atômica. O Irã, quarto maior exportador mundial de petróleo, alega que seus esforços no setor nuclear têm objetivo de produzir eletricidade.   Matéria atualizada às 8h05.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãEUAprograma nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.