Irã verá algum alívio nas sanções no início da implementação de pacto

O Irã terá algum alívio nas sanções contra o país a partir do primeiro dia da implementação do acordo nuclear, incluindo a suspensão de sanções contra suas exportações petroquímicas, disse uma autoridade sênior dos EUA neste domingo.

Reuters

12 de janeiro de 2014 | 17h48

O funcionário disse a jornalistas que o alívio imediato, que depende de a agência nuclear da ONU confirmar que Irã está cumprindo com o acordo, será também aplicável a importações para a sua indústria de fabricação de automóveis e comércio de ouro e outros metais preciosos.

Seis potências mundiais e o Irã concordaram em iniciar a implementação de um acordo nuclear temporário em 20 de janeiro, disse a chefe de Relações Internacionais da União Europeia, Catherine Ashton, em um comunicado neste domingo.

Ashton representa seis países --Estados Unidos, Rússia, China, França, Grã-Bretanha e Alemanha -- em contatos diplomáticos com o Irã relacionados ao impasse nuclear.

(Reportagem de Arshad Mohammed)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDIRASANCOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.