Iraque acredita que Opep reduzirá exportações de petróleo

Para ministro iraquiano, organização pretende atingir o preço de US$ 70 o barril com as restrições

Efe

07 de fevereiro de 2009 | 16h22

O ministro do Petróleo iraquiano, Hussein al-Shaharestani, disse neste sábado, 7, acreditar que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) vai reduzir em sua reunião de março as exportações para conseguir uma alta de preço para mais de US$ 70 o barril. Além disso, o ministro responsabilizou alguns blocos políticos no Parlamento iraquiano por rejeitar a aprovação para voltar a fundar a Companhia Nacional do Petróleo. Segundo ele, essas coalizões políticas - que não identificou -, desejam condicionar a empresa à promulgação da lei do petróleo e do gás. Nesse contexto, o funcionário iraquiano destacou o importante papel que a citada companhia pode ter no desenvolvimento do setor petrolífero nacional, "e por isso não pode permanecer preso a manobras políticas".

Tudo o que sabemos sobre:
OpepIraquepetrópeo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.