Iraque culpa helicóptero militar por fogo em refinaria

O Iraque disse que um helicóptero dacoalizão militar liderada pelos EUA provocou na terça-feira umincêndio que paralisou a importante refinaria de Shuaiba, pertode Basra (sul). Um porta-voz militar da Grã-Bretanha, que mantém tropas naregião, negou que qualquer helicóptero da coalizão tenha seenvolvido no incidente, ocorrido ao alvorecer. "Não haviahelicópteros da coalizão na área naquele momento", disse oporta-voz Matt Wells, acrescentando que isso vale tanto paraaparelhos britânicos quanto norte-americanos. Uma fonte da estatal Southern Oil Company disse, sobanonimato, que a refinaria foi fechada por precaução "atésegunda ordem." O incêndio teria danificado as unidades deprodução de gás e combustível. O fogo já foi controlado, mas muitos funcionários sofreramqueimaduras graves, disse essa fonte por telefone à Reuters. Embora a fonte tenha dito que o incêndio foi provocado porum morteiro, o ministro do Petróleo, Hussain Al Shahristani, oatribuiu a um helicóptero militar. "O primeiro relato indica que o fogo na refinaria foicausado pelo sobrevôo rasante de um helicóptero das forças dacoalizão sobre a refinaria. Isso causou a erupção de um enormeincêndio e a perda de uma enorme quantidade de gás", disse oministro. "Sempre pedimos às forças da coalizão que não deixem suaaviação sobrevoar acima da refinaria", acrescentou. Shahristani não explicou como o helicóptero provocou oincêndio, mas esse tipo de aeronave pode soltar chamas paraafastar possíveis ataques de militantes em terra. O ministro prometeu uma investigação sobre as causas doincêndio. A refinaria Baiji tem capacidade para mais de 200 milbarris de petróleo por dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.