Iraque diz que foguetes caíram em seu território, não no Kuweit

Três foguetes disparados na cidade iraquiana de Basra (sul) caíram dentro do Iraque, e não tinham como alvo nem o Kuweit nem o disputado porto kuweitiano de Mubarak, disse uma autoridade iraquiana nesta sexta-feira.

AREF MOHAMMED, REUTERS

26 de agosto de 2011 | 09h05

O chefe do comitê provincial de segurança de Basra, Ali al-Maliki, disse que os foguetes, com alcance de apenas um quilômetro, foram direcionados contra a antiga prisão norte-americana de Bucca, hoje usada por empresas estrangeiras.

"As forças de segurança conseguiram apreender o veículo usado para lançar os foguetes", disse Al-Maliki à Reuters.

O porta-voz policial de Basra, coronel Kareem al Zaidi, também negou que os foguetes tivessem sido atirados contra o porto kuweitiano de Mubarak.

A construção desse porto na ilha de Bubiyan, uma obra de 1,1 bilhão de dólares, irritou o Iraque, que alegou que ele iria interferir nas linhas de navegação para os seus portos.

Segundo Maliki, não se sabe quem disparou os foguetes, e o caso está sendo investigado.

A TV Al Arabiya disse na manhã desta sexta-feira, citando fontes diplomáticas, que três foguetes haviam atingido a zona de fronteira entre o Kuwait e o Iraque.

Segundo o canal de TV Al Orouba, os projéteis tinham como alvo o porto de Mubarak, ainda em construção. Outra emissora, a Al Arabiya, negou que os foguetes Katyusha tenham atingido o porto.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUEFOGUETES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.