Iraque diz que segurança é crucial na estabilidade regional

O Iraque alertou seus vizinhos nestaquarta-feira que eles podem se tornar as próximas vítimas doterrorismo caso não consigam impedir a infiltração de armas ede militantes. Hussein Kamal, chefe da Inteligência Militar iraquiana,pediu aos países árabes, especialmente Síria e Arábia Saudita,que tomem medidas, especialmente no controle de fronteiras,para conter a entrada de "jihadistas" no Iraque. "O terrorismo vai se espalhar para seus territórios, porquevocês não estão ajudando o bastante. Vocês precisam apoiar ogoverno eleito do Iraque e parar a propaganda contra ele",disse Kamal em uma reunião na Síria. Estados Unidos, Grã-Bretanha, Irã, Jordânia e a Liga Árabeparticipam da reunião de quarta e quinta-feiras nos arredoresde Damasco a respeito da segurança iraquiana. Delegadosdisseram que o primeiro dia terminou sem acordos concretos. A conferência é parte de uma iniciativa mais ampla paramelhorar a segurança do Iraque. Em Teerã, o primeiro-ministroiraquiano, Nuri Al Maliki, ouviu das autoridades locais que ogoverno iraniano está ajudando a estabilizar o Iraque. (Por Khaled Yacoub Oweis)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.