Iraque marca julgamento de vice de Saddam Hussein

Tariq Aziz, tido como o rosto do regime, será julgado na semana que vem por executar comerciantes

REUTERS

24 de abril de 2008 | 08h16

O ex-vice-premiê do Iraque Tariq Aziz, tido como o rosto do regime de Saddam Hussein, será julgado na semana que vem pela execução de dezenas de mercadores em 1992, disse um procurador nesta quinta-feira, 24.   Jaffar al-Moussawi, promotor da Alta Corte Iraquiana, disse que Aziz e vários outros antigos membros do regime de Saddam Hussein compareceriam ao tribunal para depor sobre o caso. Aziz, que também foi ministro das Relações Exteriores durante o governo de Saddam, foi testemunha nos julgamentos de ex-membros do regime, mas esta é a primeira vez que é ele o acusado. "Tariq Aziz vai ser julgado no tribunal especial pela execução de cerca de 40 mercadores em 1992", disse Moussawi à Reuters. Quando questionado sobre quais acusões foram feitas a Aziz, Moussawi disse: "Acredita-se que ele esteja envolvido no caso".  Watban Ibrahim al-Hassan, meio-irmão de Saddam, também será réu. Moussawi disse que ele era ministro do Interior quando as execuções aconteceram. Os mercadores eram acusados de aumentar os preços de produtos essenciais, contrariando a política estatal à época em que o Iraque sofria com as sanções importas pelas Nações Unidas devido à invasão do Kuwait, em 1990. Aziz se entredou às forças norte-americanas em abril de 2003. Há muito ele reclama da saúde debilitada. O Alta Corte Iraquiana foi criada para julgar antigos me mbros do regime de Saddam, executado em dezembro de 2006 depois de condenado por crimes contra a humanidade devido ao assassinato de 148 homens e meninos xiitas em 1982, depois de uma tentativa de assassinato.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueTariq AzizSaddam Hussein

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.