Iraque prende 43, incluindo 2 americanos, por tiroteio em Bagdá

O governo iraquiano anunciou nasegunda-feira a prisão de 43 pessoas, sendo doisnorte-americanos e 31 estrangeiros, por suposta relação com umtiroteio que feriu uma mulher no centro de Bagdá. "Este é um recado para as empresas de segurança de queninguém está acima da lei", disse o porta-voz Ali al-Dabbagh àReuters. Dabbagh disse que os presos comparecerão na terça-feiradiante de um juiz de instrução de Bagdá. "Os envolvidos serãolevados a julgamento, e os inocentes serão soltos." Segundo Dabbagh, agentes de uma empresa de segurançaabriram fogo contra civis quando escoltavam um grupo detrabalhadores no bairro de Karrada, no centro de Bagdá, acaminho do aeroporto. Uma mulher ficou ferida. Nos quatro veículos do comboio havia 21 cingaleses, 9nepaleses e 1 indiano. Os seguranças eram dez iraquianos e doisnorte-americanos. Não se sabe de onde partiu o tiro que atingiu a mulher. O governo iraquiano está atento aos movimentos das empresasde segurança desde que agentes da firma norte-americanaBlackwater mataram 17 iraquianos num tiroteio, em setembro. (Por Mariam Karouny)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.