Iraque quer US$136 mi em indenizações da Blackwater por mortes

O Iraque quer que a empresa de segurançanorte-americana Blackwater pague uma indenização de 8 milhõesde dólares para cada uma das famílias dos 17 mortos a tiros nomês passado, disse uma fonte do governo na terça-feira. "Queremos que eles paguem o mesmo nível de indenização dasvítimas de Lockerbie", disse a fonte, referindo-se à quantiapaga pelo governo líbio às famílias das 270 vítimas daderrubada de um avião sobre Lockerbie, na Escócia, em 1988. A Blackwater, que tem um contrato com o Departamento deEstado dos Estados Unidos para proteger seus diplomatas emBagdá, já ficou sabendo da reivindicação, disse a fonte. Não ficou claro qual era a resposta da Blackwater, e aempresa, com sede na Carolina do Norte, não havia respondido àsperguntas enviadas pela Reuters. Em Washington, o porta-voz do Departamento de Estado SeanMcCormack não quis fazer comentários sobre o caso. Há quatro investigações sobre as ações da Blackwater noIraque. Ali al-Dabbagh, porta-voz do governo iraquiano, disse nodomingo que a investigação promovida pelo premiê Nuri al-Malikiconcluiu que a Blackwater "matou deliberadamente" as 17 pessoasno dia 16 de setembro, no oeste de Bagdá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.