Iraque recebe dos EUA o controle de Kerbala

Região é a oitava a ser entregue às forças iraquianas pelas tropas de coalizão lideradas pelo Exército americano

Efe,

29 de outubro de 2007 | 12h29

O governo do primeiro-ministro do Iraque, Nouri al-Maliki, recebeu nesta segunda-feira o controle da segurança da província de Kerbala, 110 quilômetros ao sul de Bagdá, por parte das tropas polonesas da coalizão liderada pelos Estados Unidos.   Veja também:  O mapa iraquiano  Atentado deixa deixa 27 mortos e 20 feridos   A entrega pelo comando polonês das responsabilidades de segurança da província, de maioria xiita, foi feita em cerimônia realizada na cidade de Kerbala, capital da província de mesmo nome.   No ato, Maliki pronunciou um discurso no qual admitiu que seu governo se atrasou no processo de formação das forças de segurança, necessárias para manter a ordem e a proteção nas dez províncias cuja segurança ainda é controlada pelas forças multinacionais.   O chefe do governo iraquiano ressaltou a importância de "superar os fatores que contribuíram ao atraso para dinamizar a criação de nossas forças e capacidades militares a fim de assumir nossa segurança". Segundo Maliki, receber as responsabilidades do âmbito da segurança "significa um grande avanço e passos significativos no caminho para restaurar a paz" no Iraque.   Em seu discurso, o primeiro-ministro tentou destacar "o grande progresso e avanço que as forças da polícia e do Exército alcançaram até agora na luta contra a rede terrorista Al-Qaeda, os grupos armados e a criminalidade".   Maliki lembrou que, em meados de dezembro, seu Executivo receberá a mesma responsabilidade na província de Basra, 580 quilômetros ao sul da capital iraquiana.   Maliki também considerou como fenômeno perigoso alguns casos de corrupção administrativa detectados em instituições do Estado, já que - na sua opinião - colocam obstáculos à reconstrução e à produção do país.   Kerbala é a oitava província cujo controle da segurança foi entregue pelas tropas da coalizão às forças de segurança iraquianas.   Um homem-bomba em uma bicicleta matou 28 policiais iraquianos que faziam seus exercícios matinais nesta segunda-feira, em sua base no norte do Iraque, informou a polícia. O ataque é um dos mais violentos contra forças de segurança em meses.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.