Iraquianos erguem monumento em homenagem a sapatada contra Bush

Uma cidade iraquiana construiu um gigantesco monumento em homenagem ao jornalista que atirou os seus sapatos no ex-presidente dos EUA George W. Bush. A estátua de dois metros de altura, desvelada nesta quinta-feira na cidade de Saddam Hussein, Tikrit, conta com um sapato na cor de bronze, preenchido com plástico. "Muntazer: jejum até que a espada rompa sua rapidez com sangue; silêncio até nossas bocas falarem a verdade", é o que diz a inscrição do monumento, erguido em homenagem ao jornalista Muntazer al-Zaidi, que atirou sapatos em Bush e o chamou de "cachorro" durante um coletiva no encerramento da vista do ex-presidente ao Iraque. Zaidi continua detido em Bagdá desde o incidente, sob acusação de agressão a um chefe de Estado visitante. Fatin Abdul Qader, diretora de um orfanato na cidade, disse que o monumento de uma tonelada e meia feito pelo artista Laith al-Amiri foi entitulado de "estátua de glória e generosidade". "Essa estátua é uma pequena expressão de nosso apreço por Muntazer al-Zaidi, porque os corações iraquianos foram confortados pela sua atitude", disse ela. (Reportagem de Sabah al-Bazee)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.