Israel anuncia construção de barreira na fronteira com Egito

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, aprovou neste domingo planos de construir uma barreira ao longo de parte da fronteira com o Egito e instalar equipamentos avançados de vigilância para impedir a entrada de imigrantes ilegais e militantes.

REUTERS

10 de janeiro de 2010 | 18h08

"Eu tomei a decisão de fechar a fronteira sul de Israel aos terroristas e intrusos. É uma decisão estratégica para assegurar o caráter judaico e democrático de Israel", disse Netanyahu em um comunicado.

Milhares de africanos e outros imigrantes entraram em Israel por meio da fronteira com o Egito nos últimos anos fugindo de conflitos ou em busca de uma vida melhor no Estado judeu.

Netanyahu disse que Israel continuaria recebendo refugiados de zonas de conflitos, mas que "não podemos permitir que dezenas de milhares de trabalhadores ilegais entrem em Israel através da fronteira do sul e inundem nosso país com imigrantes ilegais".

O projeto custará 270 milhões de dólares e levará dois anos para ser concluído.

(Reportagem de Joseph Nasr)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDISRAELMUROEGITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.