Israel ataca alvos em Gaza após lançamento de foguetes palestinos

Israel afirmou que atingiu alvos na Faixa de Gaza nesta segunda-feira depois que militantes palestinos dispararam foguetes contra o sul de Israel, no que eles disseram ter sido uma resposta a um ataque aéreo israelense que matou um militante e feriu outro, um dias antes.

Reuters

08 de outubro de 2012 | 12h33

Israel disse que seu ataque aéreo era direcionado para Mohammed Makawi, de 25 anos, que está ligado a um grupo radical envolvido em um recente ataque à fronteira do Sinai, em que um israelense foi morto. Fontes hospitalares em Gaza disseram que Makawi morreu devido aos ferimentos sofridos no ataque.

O braço armado do Hamas, grupo islâmico que controla a Faixa de Gaza, disse que havia participado do ataque com foguetes desta segunda-feira junto com o grupo menor Jihad Islâmica.

Gaza está sob o controle do Hamas desde 2007. O grupo islâmico rejeita a paz permanente com Israel e os dois lados travaram uma guerra de três semanas entre dezembro de 2008 e janeiro de 2009.

O Exército de Israel diz que mais de 470 foguetes foram disparados de Gaza neste ano, mas essa foi a primeira vez desde junho que o Hamas reconheceu o lançamento de foguetes contra Israel. Um porta-voz do Hamas disse que o movimento não iria permanecer passivo diante do que chamou de violência "unilateral" israelense.

O Exército israelense disse que tinha como alvo "locais de atividade terrorista do Hamas e esquadrões terroristas responsáveis pelos disparos de foguetes", mas não deu detalhes. As forças israelenses dizem que não vão tolerar esses tipos de ataques e irão responsabilizar o Hamas.

Autoridades de hospitais de Gaza disseram que um militante da Jihad Islâmica, o qual se acreditava estar envolvido no ataque de foguete, tinha sido ferido por um disparo de um tanque israelense, à leste da cidade de Rafah.

Moradores de Khan Younis, no sul da Faixa de Gaza, disseram que um tanque israelense disparou na área dos supostos lançamentos de foguetes, ferindo levemente quatro crianças e danificando um minarete e uma torre de água.

(Reportagem de Nidal al-Mughrabi)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDGAZAISRAELFOGUETES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.