Israel autoriza até US$ 100 milhões em novos imóveis em Gaza

Israel aprovou a construção de moradias e escolas até um valor de 100 milhões de dólares na Faixa de Gaza, disseram funcionários do governo israelense e da Organização das Nações Unidas (ONU) na terça-feira.

REUTERS

21 de junho de 2011 | 18h56

Israel e Egito endureceram o bloqueio à Faixa de Gaza desde que a região passou a ser controlada pelo grupo islâmico Hamas, em 2007.

Israel alega que o bloqueio econômico impede que militantes islâmicos recebam armas, enquanto os palestinos dizem que se trata de uma punição coletiva que sufoca a economia do território.

Um porta-voz militar israelense, Guy Inbar, disse que seu país autorizou a agência da ONU de apoio aos palestinos (UNRWA) a importar materiais de construção suficientes para a construção de 18 escolas e 1.200 moradias em Gaza.

O enviado especial da ONU para o Oriente Médio, Robert Serry, declarou: "saúdo este passo significativo e espero que ocorra de forma expedita."

Inbar afirmou que a aprovação já está em vigor, e depende agora apenas da disponibilidade da UNRWA.

(Por Ari Rabinovitch)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDISRAELGAZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.