Israel bombardeia túneis em Gaza, após disparos de foguetes

A aviação israelense bombardeou nesta quarta-feira túneis construídos na fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito, usados para contrabando, Um palestino foi morto, disseram testemunhas.

REUTERS

15 de setembro de 2010 | 11h30

O ataque foi realizado depois que militantes intensificaram os disparos de foguetes e granadas de morteiro contra Israel, num momento em que ocorrem conversações de paz palestino-israelenses.

A violência coincidiu com uma visita à Jerusalém da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, que está participando de negociações entre o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e o presidente palestino, Mahmoud Abbas.

Testemunhas na cidade de Rafah, no sul da Faixa de Gaza, disseram que o ataque da aviação israelense matou um trabalhador e feriu outras duas pessoas. O Exército israelense disse que bombardeou um túnel na fronteira do Egito com a Faixa de Gaza.

Uma porta-voz-militar de Israel afirmou que um foguete e oito bombas de morteiro disparadas da Faixa de Gaza -- território dirigido pelo grupo islâmico Hamas, contrário aos esforços de paz de Abbas -- atingiram o sul israelense. Ninguém ficou ferido.

Ela disse que esse foi o maior número de projéteis lançados de Gaza em um único dia desde março de 2009.

Nenhum grupo assumiu de imediato a responsabilidade pelo ataque.

Em dezembro de 2008, Israel iniciou uma devastadora ofensiva de 22 dias na Faixa de Gaza com o objetivo de deter os ataques de foguetes.

(Reportagem de Nidal al-Mughrabi e Joseph Nasr)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDBOMBARDEIOGAZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.