Israel confisca quase US$ 850 mil em casas de câmbio palestinas

Exército diz que o dinheiro seria usado para financiar organizações rebeldes; cinco são detidos na operação

Agência Estado e Associated Press,

12 de fevereiro de 2008 | 13h32

Soldados israelenses invadiram nesta terça-feira, 12, 14 casas de câmbio na Cisjordânia, confiscaram quase US$ 850 mil e prenderam cinco pessoas sob suspeita de transferência de recursos para organizações rebeldes palestinas, informou o Exército de Israel.   Os soldados israelenses invadiram casas de câmbio em diversas cidades cisjordanianas, inclusive Nablus, Hebron e Jenin. Cinco casas de câmbio foram invadidas somente em Hebron, disse Fadel Abdeen, proprietário de duas das lojas. Testemunhas disseram que os militares israelenses prenderam pelo menos dez funcionários de casas de câmbio em quatro diferentes cidades e levaram consigo milhares de dólares em dinheiro e cheques.   Asman Abu Saud, dono de uma das casas de câmbio atacadas em Nablus, negou que transferisse dinheiro a militantes. Ele disse que a casa não é autorizada a transferir recursos e desconhece o motivo pelo qual os soldados foram a seu estabelecimento. "Eles me pegaram às 2h da madrugada, me obrigaram a ir à loja no centro de Nablus e levaram todo o meu dinheiro", denunciou Abu Saud. "Não sei dizer ao certo quanto havia lá. Levaram todos os meus passaportes, os dos meus filhos também, assim como as certidões de nascimento e os computadores", prosseguiu.   Mohammed al-Saadi, que tem uma casa de câmbio em Jenin, disse que os soldados levaram US$ 109 mil dele. Nos últimos meses, militantes palestinos conseguiram aumentar o volume de recursos captados no exterior, o que permitiu a expansão de suas operações, acusou o comando militar israelense.   Nos últimos três meses do ano passado, segundo dados do Exército israelense, US$ 3,4 milhões chegaram às mãos de grupos militantes, a maior parte para o Hamas na Cisjordânia. Para as forças israelense, o dinheiro "é o combustível que alimenta as atividades terroristas".   Ao todo, US$ 843 mil foram apreendidos nas operações israelenses contra casas de câmbio na Cisjordânia nesta terça-feira, diz um comunicado militar. Israel costuma alegar que pelo menos parte do dinheiro recebido pelos militantes palestinos é procedente do Irã, mas nesta terça o Exército não mencionou a origem dos recursos.   Em setembro de 2006, Israel já havia confiscado US$ 1,5 milhão em ações contra casas de câmbio. Em 2004, soldados israelenses confiscaram US$ 10,4 milhões em uma operação similar, segundo informações do Exército.

Mais conteúdo sobre:
Israelpalestinoscasa de câmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.