Baz Ratner/Reuters
Baz Ratner/Reuters

Israel construirá muro para barrar ilegais na fronteira com Egito

Segundo Netanyahu, objetivo é fechar 'rota de infiltração' e impedir entrada de imigrantes africanos no país

BBC Brasil, BBC

11 de janeiro de 2010 | 06h00

O governo de Israel aprovou planos para construir uma barreira em dois pontos ao longo da fronteira do país com o Egito, em uma tentativa de impedir a entrada de imigrantes ilegais e militantes. 

Veja também:

documento Gilles Lapogue: Barreira na fronteira egípcia asfixiará território palestino

Ao anunciar o projeto, o primeiro-ministro israelense, Biniyamin Netanyahu, disse que a construção vai bloquear as principais rotas de infiltração ao longo dos 266 km de fronteira - a cidade de Eilat, no Mar Vermelho, e as proximidades da Faixa de Gaza.

"Decidimos fechar a fronteira sul de Israel a infiltradores e terroristas. Trata-se de uma decisão estratégica para assegurar o caráter judeu e democrático de Israel", afirmou.

"Não podemos deixar de dezenas de milhares de imigrantes ilegais se infiltrem em Israel e inundem nosso país com estrangeiros ilegais", disse Netanyahu, acrescentando que, no entanto, o país vai "continuar aberto a refugiados".

Egito

Representantes das forças de segurança do Egito disseram que Israel não os informou sobre os planos, mas afirmaram que não se opõem ao projeto se a barreira for construída em solo israelense.

O projeto deve custar US$ 270 milhões e levar dois anos para ser concluído.

Nos últimos anos, milhares de imigrantes entraram em Israel através do Egito.

Desde maio, pelo menos 17 migrantes foram mortos pela polícia egípcia, que diz estar tentando conter o tráfico de pessoas.

Eritréia é o país de onde vem a maioria dos que tentam entrar ilegalmente em Israel, seguido de pessoas da Etiópia e do Sudão.

Israel já está construindo uma polêmica barreira dentro e em volta da Cisjordânia ocupada, alegando que precisa defender seus cidadãos de ataques por militantes.

Os palestinos, no entanto, consideram que o muro está tomando parte de suas terras.

Em 2004, a Corte Internacional de Justiça de Haia determinou que a barreira é ilegal e deve ser removida.

O Egito, por sua vez, está construindo um muro subterrâneo ao longo de sua fronteira com Gaza para tentar impedir o tráfico de armas através de túneis.

 

 BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.