Israel diz que mantém opção militar contra Irã

Vice-chanceler israelense nega afirmação do presidente russo sobre garantias de que não há risco de operação

21 de setembro de 2009 | 07h24

 Israel não abriu mão da alternativa militar contra o programa nuclear do Irã, disse nesta segunda-feira, 21, o vice-ministro israelense do Exterior, Danny Ayalon, após o presidente russo ter dito que seu colega israelense descarta um ataque ao Irã.

 

Veja também:

Ahmadinejad tem orgulho de causar raiva ao negar o Holocausto

 

Ayalon foi questionado pela Reuters se o comentário do presidente Shimon Peres, citado no domingo pelo presidente russo Dmitri Medvedev, era uma garantia de que não haverá um ataque israelense contra o Irã. Ele respondeu: "Certamente não é uma garantia". "Com todo o respeito, eu não acho que o presidente russo tenha autorização de falar por Israel, e certamente nós não tiramos nenhuma opção da mesa."

 

Israel tem refutado as afirmações do Irã de que o programa nuclear do país não tem o objetivo de produzir armas, e diz que não tolerará um arsenal atômico na República Islâmica. Após as afirmações do vice-chanceler, o chefe do Estado Maior das Forças Armadas israelenses, Gabi Ashkenazi, afirmou que Israel tem o direito de se defender e que "todas as opções estão sobre a mesa".

 

Segundo a CNN, Medvedev afirmou que um ataque contra o Irã causaria "um desastre humanitário" e poderia desatar uma represália contra Israel e também poderia afetar outras nações. Segundo ele, Peres afirmou que Israel não teria planos de atacar o Irã, pois o Estado judeu é pacífico.

 

A Rússia está envolvida em uma disputa entre Irã e Israel. O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, visitou Moscou neste mês para pedir que a Rússia não vendesse mísseis antiaéreos para o Irã e apoiasse sanções internacionais contra o país islâmico por conta de seu programa nuclear.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.