Israel já prepara funeral de ex-premiê Sharon após falência múltipla dos órgãos

Ariel Sharon está em coma há oito anos desde que sofreu um derrame; quadro de saúde do ex-premiê apresentou uma piora acentuada nesta semana

Reuters

03 de janeiro de 2014 | 07h48

O ex-primeiro-ministro de Israel Ariel Sharon, em coma há oito anos desde que sofreu um derrame, está perto de morrer, uma vez que seu estado de saúde se deteriora cada vez mais, disse nesta sexta-feira o chefe do hospital onde ele está internado.

 

Os dois filhos de Sharon estão no hospital, segundo médicos, e um funeral de Estado já está sendo programado.

O quadro de saúde do ex-premiê, de 85 anos, apresentou uma piora acentuada nesta semana. Os médicos revelaram que ele apresenta falência múltipla dos órgãos, correndo risco de morrer.

"Parece que a situação não apresenta melhoras, e nós sabemos o que normalmente ocorre nessas situações", disse a jornalistas Zeev Rotstein, diretor do Centro Médico Sheba, em Jerusalém. Ao ser perguntado se Sharon estaria vivendo seus "últimos dias", Rotstein disse: "Pessoalmente, eu sinto que sim."

Ex-general e líder da direita, Sharon está em condição vegetativa desde o derrame que sofreu em janeiro de 2006, quando ainda comandava o governo.

(Texto de Dan Williams)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDSHARONFALENCIAORGAOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.