Jim Hollander/Efe
Jim Hollander/Efe

Israel não pode atacar Irã sozinho, confio em Obama, diz Peres

Presidente de Israel aposta na promessa dos EUA de impedir que Teerã produza armas nucleares

Reuters

16 de agosto de 2012 | 13h59

TELAVIV - O presidente de Israel, Shimon Peres, demonstrou nesta quinta-feira, 16, ser contra qualquer ataque israelense sozinho contra o Irã, dizendo que confia na promessa do presidente dos EUA, Barack Obama, de impedir Teerã de produzir armas nucleares. "Eu estou convencido de que este é um interesse norte-americano. Estou convencido de que (o presidente Obama) reconhece o interesse norte-americano e ele não está dizendo isso apenas para nos deixar felizes. Eu não tenho nenhuma dúvida sobre isso, depois de ter tido conversas com ele", afirmou Peres ao Canal Dois de televisão de Israel.

Veja também:

link Israel diz aos EUA que o tempo está se esgotando para o Irã

link Declarações de Netanyahu e boatos de ação militar aumentam tensão com Irã

"Agora, está claro para nós que não podemos fazer isso sozinhos. Podemos atrasar (o programa nuclear iraniano). Está claro para nós que temos de avançar juntos com a América. Há dúvidas sobre a coordenação e o momento, mas por mais grave que seja o perigo, desta vez pelo menos não estamos sozinhos "

As observações de Peres pareceram desafiar o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, e o ministro da Defesa, Ehud Barak, que levantaram a perspectiva de um ataque unilateral israelense contra o Irã.

Um alto funcionário israelense não identificado, que se acredita ser Barak, disse em uma entrevista ao jornal Haaretz na sexta-feira que o Estado judeu "não pode deixar a responsabilidade por sua segurança e mesmo o futuro nas mãos de seu maior aliado", em uma referência aos Estados Unidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.