Israel pede ajuda aos EUA para localizar pistaches iranianos

Israel pediu ajuda dos Estados Unidosna localização de importações de pistache iraniano, informouuma autoridade nesta quarta-feira, após Washington ter alertadoque o comércio da iguaria estava prejudicando os esforços paraencerrar o programa nuclear de Teerã. Israel importa anualmente cerca de 26 milhões de dólares empistaches, a maioria da Turquia. Mas Washington diz que o pistache vindo de seu arquiinimigoIrã está disperso nos carregamentos, minando sanções econômicasdestinadas a fazer com que o país islâmico pare de desenvolverseu programa nuclear. O subsecretário de Agricultura dos EUA, Mark Keenum,solicitou que seu colega israelense, Shalom Simhon, nestasemana, combate o problema. Simhon concordou, mas pediu auxíliosobre como Israel deve proceder. "Israel não precisa ser solicitado demais para fazer algoque negará os dólares comerciais ao Irã", disse Zvi Alon, doMinistério da Agricultura de Israel. Israel tentou resolver o problema anteriormente, mas nãoconseguiu determinar a origem dos carregamentos de pistache,acrescentou Alon.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.