Israel permite entrada limitada de ajuda para Gaza

Israel reabriu nesta quarta-feira as passagens na fronteira com a Faixa de Gaza, governada pelo Hamas, permitindo a entrada de quantidades limitadas de comida e combustível. Foi a terceira vez que Israel abriu a fronteira desde 4 de novembro, quando um ataque militar com vítimas no território palestino disparou um aumento no lançamento de mísseis por militantes. A violência ameaçou interromper uma trégua de cinco meses na fronteira entre Israel e Gaza. Além dos carregamentos de comida, Israel abriu passagem para o transporte de gás de cozinha e de combustível para a única usina de energia de Gaza. Autoridades palestinas disseram que as quantidades eram pequenas para aliviar a escassez. A Organização das Nações Unidas (ONU) tem alertado para o risco de uma crise humanitária caso a fronteira continue fechada. Em uma conferência em Jerusalém, autoridades da ONU disseram que a situação humanitária na Faixa de Gaza piorou em 2008. Eles estimam que cerca de 80 por cento dos 1,5 milhão de habitantes de Gaza dependa da entrega de alimentos. (Reportagem de Nidal al-Mughrabi)

REUTERS

26 de novembro de 2008 | 13h12

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDGAZAFRONTEIRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.