Israel pode anexar mais partes da Cisjordânia, diz ministro

Um ministro israelense disse na segunda-feira que seu país pode anexar mais partes da Cisjordânia se os palestinos declararem unilateralmente a criação do seu Estado sem concluir um acordo de paz.

ORI LEWIS, REUTERS

16 Novembro 2009 | 11h06

"Se os palestinos assumiram tal linha unilateral, Israel deveria também considerar (...) uma lei para anexar alguns dos assentamentos", disse o ministro do Meio Ambiente, Gilad Erdan, à Rádio Israel.

Sem citar datas, autoridades palestinas disseram no domingo que pretendem recorrer ao Conselho de Segurança da ONU para buscar apoio à criação de um Estado na Cisjordânia e Faixa de Gaza.

Em discurso no domingo, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, alertou que "não há substituto para as negociações entre Israel e a Autoridade Palestina, e qualquer caminho unilateral só irá perturbar o quadro dos acordos entre nós, e só irá provocar medidas unilaterais por parte de Israel."

Os palestinos dizem que não pretendem declarar seu Estado unilateralmente, apenas manter em aberto a perspectiva de uma solução com dois Estados (palestino e israelense).

(Reportagem adicional de Tom Perry em Ramallah)

Mais conteúdo sobre:
ORMED ISRAEL CISJORDANIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.