Israel prende autoridade do Hamas por 6 meses

Israel determinou na terça-feira que Aziz Dweik, membro sênior do Hamas e presidente do Parlamento palestino, permaneça detido sem julgamento por seis meses, disse o advogado dele.

REUTERS

24 de janeiro de 2012 | 15h58

Soldados israelenses prenderam Dweik em um posto de fiscalização perto de Ramallah, na Cisjordânia, na semana passada. Os militares disseram que ele era suspeito de envolvimento com grupos "terroristas".

"A ordem (detenção administrativa) foi emitida hoje, mas, como quase sempre é o caso, não deu nenhuma razão específica sobre por que Dweik deveria ser preso", disse o advogado Fadi Kawasmi à Reuters. "Disse apenas que ele estava sendo detido porque ele poderia estar envolvido em ações hostis contra Israel", acrescentou ele.

Um militar israelense disse estar verificando os detalhes sobre o caso. Israel prendeu Dweik em 2006 e o manteve na prisão por dois anos.

Dweik foi o primeiro de quatro parlamentares do Hamas -grupo islâmico considerado organização terrorista por Israel, EUA e União Europeia- detidos pelas autoridades israelenses na semana passada. Até 27 parlamentares estão em detenções israelenses, de acordo com os palestinos.

Mais cedo na terça-feira, as tropas israelenses detiveram Abdel Jaber Fukaha em Ramallah, informou o filho. Na segunda-feira, Mohammed Totah e Khaled Abu Arafah foram presos em Jerusalém Oriental no complexo do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, onde haviam se abrigado há mais de 18 meses para evitar serem expulsos de sua cidade.

(Reportagem adicional de Jihan Abdalla em Ramallah e de Nidal al-Mughrabi em Gaza)

Tudo o que sabemos sobre:
ISRAELHAMASPRISAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.