Israel prevê fim do domínio do Hamas em Gaza nos próximos meses

Dirigentes israelenses prometeram nasegunda-feira ampliar sua guerra contra o Hamas e previram queem poucos meses o grupo islâmico deixará de controlar a Faixade Gaza. Num país já acostumado a sofrer ataques com foguetespalestinos, mas normalmente sem maiores danos, há grandecomoção por um caso ocorrido no sábado, quando uma criançaisraelense ficou ferida. O ministro da Defesa, Ehud Barak, prometeu ampliar acampanha militar de Israel na Faixa de Gaza, enquanto oprimeiro-ministro Ehud Olmert admitiu que há uma "guerra". Seuvice, Haim Ramon, disse esperar que o Hamas, no comando daFaixa de Gaza desde junho, seja expulso do território dentro deum ano. "Acredito que uma combinação de passos contra o Hamas emGaza levará a um fim do regime do Hamas em Gaza. Levará algunsmeses, talvez leve um ano", afirmou Ramon. Fontes do Hamas disseram que líderes do grupo estãomantendo-se discretos, aparentemente para evitar que Israeltente matá-los. Questionado sobre os alvos, o ministroisraelense Shaul Mofaz disse: "Todo mundo, sem exceção". Olmert está sendo pressionado a adotar retaliações durasdepois que um menino de 8 anos teve parte de uma perna amputadapor causa de um foguete, no sábado, na cidade de Sderot. Seuirmão, de 19 anos, também se feriu. (Reportagem adicional de Nidal al-Mughrabi em Gaza, JeffreyHeller em Berlim, Mohammed Assadi em Ramallah, Brenda Gazzar eDan Williams em Jerusalém)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.