Israel quer retomar negociações de paz com Síria, diz ministro

Dois dias antes, Olmert afirmou que está preparado para ficar em paz com o governo sírio

Efe,

28 de março de 2008 | 06h11

Israel tenta retomar as negociações de paz com a Síria, revelou nesta sexta-feira, 28, o ministro de Infra-estruturas, Binyamin Ben-Eliezer, à rádio pública israelense. "Há tentativas para levar a Síria à mesa de negociações", disse o ministro, que acrescentou que Israel faz "constantes esforços" para criar um diálogo com o país vizinho. Ben-Eliezer acrescentou que o Estado judeu "conhece exatamente qual é o preço" de um acordo de paz com Damasco, em referência à devolução das Colinas do Golã, um território estratégico ocupado na "Guerra dos Seis Dias", de 1967. As declarações do titular de Infra-estruturas acontecem dois dias depois de o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, afirmar em um encontro com a imprensa estrangeira, em Jerusalém, que está preparado para ficar em paz com a Síria e que espera que os sírios também estejam prontos para isso. "Espero que as circunstâncias permitam que nos sentemos juntos, mas isso não significa que eles tenham de nos ver", disse. As negociações entre Israel e Síria começaram na Conferência de Madri para o Oriente Médio, em novembro de 1991, e estão suspensas desde 1999.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelSíriaOriente Médio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.