Israel tem plano secreto contra divisão de Jerusalém, diz jornal

Plano consiste em criar reservas em áreas ao redor da Cidade Antiga, para dificultar compra de terras

Efe

10 de maio de 2009 | 13h48

Israel tem um plano urbanístico secreto para bloquear qualquer iniciativa que possa levar à partilha de Jerusalém com os palestinos, informou a imprensa local neste domingo, 10.

 

O plano consiste em decretar áreas ao redor da Cidade Antiga de Jerusalém como parques naturais, caminhos públicos e locais turísticos, de modo que a população árabe fique cada vez mais sem terras e, dessa forma, alterar o 'status quo' demográfico.

 

Segundo o jornal Haaretz, o plano diz respeito a uma iniciativa do Governo do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e de várias organizações de colonos.

 

A aplicação do plano foi atribuída à Autoridade para o Desenvolvimento de Jerusalém, um organismo público encarregado de incentivar os investimentos e o desenvolvimento na cidade.

 

Jerusalém tem mais de 700 mil habitantes, dos quais cerca de 200 mil são palestinos e se concentram na parte leste, que reivindicam como capital de um futuro Estado independente.

 

Ao contrário de seu antecessor Ehud Olmert, o atual primeiro-ministro israelense descarta qualquer tipo de concessão em Jerusalém, mas o plano secreto, segundo denuncia ao jornal a ONG Ir Amim, é anterior à chegada dela ao cargo, em março.

 

O propósito do projeto é "criar uma sequência de parques ao redor da Cidade Antiga", o que busca "fortalecer Jerusalém como capital do Estado de Israel", afirma a ONG, que acusa grupos direitistas de estar por trás da iniciativa.

 

Com esses parques, seriam unidos geograficamente bairros de maioria judaica do sul para o leste, e em linha reta para uma área ao nordeste de Jerusalém conhecida como E-1, onde Israel quer construir milhares de casas para colonos.

 

O E-1 é um dos projetos mais polêmicos ao redor de Jerusalém, porque, se for adiante, cortaria a Cisjordânia em dois pedaços e dificultaria a continuidade territorial de um futuro Estado palestino.

Tudo o que sabemos sobre:
Israelterrasplano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.