Israel vai implantar escudo contra foguetes perto de Gaza

Israel apresentou planos para implantar um sistema de interceptação de foguetes devido ao aumento nos disparos feitos da Faixa de Gaza, controlada pelo grupo islâmico Hamas, afirmou o Exército israelense na sexta-feira.

REUTERS

25 de março de 2011 | 17h50

Israel desenvolveu um sistema em que mísseis guiados por radar explodem mísseis de pequeno e médio alcance depois da guerra de 2006 contra o Hezbollah no Líbano, quando foquetes atingiram suas cidades no norte.

O país adiou a instalação do sistema, inicialmente esperado para novembro, por causa do debate em relação a seu elevado custo, mas disse que reconsiderou o plano depois que vários foguetes e morteiros disparados de Gaza neste mês aumentaram o medo de outra possível guerra.

O Exército israelense disse em comunicado que seu chefe de gabinete, o tenente-general Benny Ganz, "ordenou, de acordo com as diretrizes do governo, a instalação do sistema no sul de Israel nos próximos dias."

"A decisão de acelerar a instalação do sistema foi tomada à luz dos recentes acontecimentos no sul de Israel e segundo avaliações de segurança", disse o comunicado.

O sistema "Cúpula de Ferro" pode abater foguetes com alcance de 5 a 70 quilômetros. Outros sistemas estão sendo desenvolvidos para interceptar mísseis a uma distância mais longa.

O custo de cada interceptor é estimado entre 10 mil e 50 mil dólares.

O ministro da Defesa, Ehud Barak, disse na sexta-feira, durante visita a uma base aérea no sul, que deve levar alguns meses para instalar o sistema por completo, e reiterou a posição israelense de que o país responderá a qualquer ataque de Gaza.

Na sexta-feira, não foram registrados lançamentos de foguetes, mas 77 foram disparados na última semana.

Israel matou cinco militantes palestinos nesta semana e outros quatro civis, três deles crianças, em bombardeios aéreos que, segundo o governo, foram uma resposta ao lançamento de foguetes dos militantes.

O Hamas afirmou que seus foguetes e morteiros são uma retaliação aos ataques aéreos de Israel.

(Por Allyn Fisher-Ilan)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDISRAELESCUDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.