Israelense morre após ter casa atingida por míssil palestino

Mulher de 70 anos teve moradia destruída; por meio de panfleto, Jihad Islâmica assume a autoria dos ataques

Efe,

12 de maio de 2008 | 14h02

Uma mulher israelense de 70 anos morreu na tarde desta segunda-feira, 12, após sua casa ter sido atingida por um foguete Qassam lançado da Faixa de Gaza por milicianos palestinos. Outras pessoas ficaram feridas no ataque, informou o jornal Yedioth Ahronoth em sua versão digital. O foguete foi lançado do norte da Faixa de Gaza, pouco depois que outros dois mísseis Qassam foram disparados em direção à passagem de Erez. Em um panfleto distribuído em Gaza, a Jihad Islâmica assume a autoria dos ataques. Veja também:  Israel mata 5 supostos milicianos do Hamas Civil israelense morre em ataque na fronteira com Gaza Foguete lançado por militantes palestinos mata israelense Na sexta-feira passada, outro civil morreu por causa de um morteiro lançado da Faixa por militantes do movimento islâmico Hamas, que foi seguido por vários bombardeios da Força Aérea de Israel, nos quais morreram cinco milicianos palestinos. O chefe do serviço de Inteligência do Egito, Omar Suleiman, apresentou nesta segunda às autoridades israelenses uma proposta do Hamas para um cessar-fogo em Gaza. O primeiro-ministro israelense, Ehu Olmert, condicionou uma possível trégua à libertação do soldado israelense Gilad Shalit, capturado há dois anos.  Segundo o Exército israelense, militantes palestinos lançaram 1.950 foguetes rústicos em Israel desde o começo do ano - o número é quase igual ao de todo o ano de 2007. Os ataques geralmente levam a retaliações israelenses, apesar de os dois lados estarem negociando um cessar-fogo, com mediação do Egito.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelFaixa de GazaHamas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.