Jatos de coalizão liderada pelos EUA atingem Estado Islâmico na Síria

Forças lideradas pelos EUA lançaram ataques aéreos sobre combatentes do Estado Islâmico que cercam uma cidade curda perto da fronteira da Síria com a Turquia, nesta quarta-feira, disseram fontes curdas locais e um grupo de monitoramento, em um raro ataque da coalizão durante o dia.

AYLA JEAN YACKLEY, REUTERS

01 de outubro de 2014 | 08h58

Um correspondente da Reuters no lado turco da fronteira pôde ouvir jatos à distância e viu uma coluna de fumaça negra subindo aos céus no sudeste da cidade.

“Hoje, jatos norte-americanos atingiram uma vila a 4 ou 5 quilômetros a sudeste de Kobani, e escutamos que eles destruíram um tanque (do Estado Islâmico)”, disse Parwer Mohammed Ali, um tradutor do grupo curdo YPD à Reuters por telefone a partir de Kobani, cidade também conhecida pelo nome de Ain al-Arab.

Os Estados Unidos têm realizado ataques no Iraque contra o grupo militante desde julho e na Síria desde agosto, com a ajuda de aliados árabes e da Grã-Bretanha. Usando principalmente ataques aéreos, a coalizão busca danificar e destruir bases e forças do grupo separatista da al Qaeda que tomou grandes faixas territoriais nos dois países.

Esmat al-Sheikh, comandante das forças curdas defendendo Kobani, disse ter havido cinco ataques, mas ele não sabia ainda se tinham sido bem sucedidos. “Os jatos ainda estão circulando”, disse ele por telefone.

O chefe do Observatório Sírio de Direitos Humanos, Rami Abdulrahman, disse que fontes curdas na frente de batalha haviam visto combatentes mortos do Estado Islâmico nos locais dos ataques aéreos.

“Curdos viram os corpos”, disse ele.

(Reportagem adicional de Oliver Holmes em Beirute)

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIACOALIZAOBOMBARDEIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.