Kadafi pode estar a caminho do Chade ou do Níger, dizem rebeldes

Responsável pelas buscas do ditador afirma que comboio teria partido para o sul da Líbia

Reuters

06 Setembro 2011 | 20h39

TRÍPOLI - Muamar Kadafi provavelmente deixou a cidade líbia de Bani Walid e está seguindo rumo ao sul, a caminho do Chade ou do Níger, com a ajuda de tribos leais a ele, disse à Reuters uma importante autoridade militar da nova liderança da Líbia nesta terça-feira, 6.

 

Veja também:

forum OPINE: Onde se esconde Kadafi?

especialESPECIAL: Quatro décadas de ditadura na Líbia

lista ARQUIVO: ‘Os líbios deveriam chorar’, dizia Kadafi

 

Hisham Buhagiar, que coordena os esforços em busca do ex-líder líbio, disse que as últimas informações indicam que Kadafi pode ter ficado alguns dias na região de Ghwat, no sul da Líbia, a cerca de 950 quilômetros da capital Trípoli e a 300 quilômetros ao norte da fronteira com o Níger.

 

"Acho que ele está fora de Bani Walid. Pelas últimas informações, ele estava na área de Ghwat. As pessoas viram os carros indo naquela direção... Temos isso de várias fontes, que ele está tentando ir mais para o sul, em direção ao Chade ou Níger", disse Buhagiar em entrevista.

 

Kadafi, que deixou a capital Trípoli, onde funcionava seu quartel-general, em agosto depois que uma revolta contra seu regime fechou o cerco contra sua instalações, deve estar viajando em um comboio de cerca de dez carros e pode estar usando uma barraca como refúgio, segundo Buhagiar.

 

Também nesta nesta terça-feira, o ministro de Relações Exteriores nigerino, Mohamed Bazoum, negou que Kadafi estaria em um dos combios que já atravessou a fronteira.

 

"Não é verdade, não é Kadafi e eu não acho que o comboio tenha o tamanho atribuído a ele", declarou o ministro à agência France Presse por telefone de Argel, negando relatos de que o coronel líbio e alguns de seus filhos fizessem parte do comboio que chegou ao país na segunda-feira.

 

Já um funcionário da alfândega da capital do Níger, Niamey, disse que o chefe de segurança da Kadafi, Mansour Dao, chegou à cidade no comboio. Segundo Harouna Ide, Dao era o líder do grupo quando este entrou na cidade na manhã desta terça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.