AFP
AFP

Líbano começa consulta parlamentar para nomear novo primeiro ministro

Escolha será feita depois que autoridades começaram a renunciar depois de explosão no porto de Beirute

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de agosto de 2020 | 04h38

BEIRUTE - Começaram nesta segunda-feira, 31, as consultas parlamentares para nomear um novo primeiro ministro no Líbano no palácio presidencial depois que o governo renunciou em bloco, seis dias após a explosão no porto de Beirute que abalou todo o país.

O presidente libanês Michel Aoun anunciou o início das consultas, começando com os ex-primeiros-ministros do país, incluindo Najib Mikati e Saad Hariri. Ambos anunciaram seu apoio a Mustapha Adib, atual embaixador do Líbano na Alemanha e que está entre os favoritos para ocupar o cargo de chefe de governo, reservado a um muçulmano sunita.

O início das consultas coincide com a chegada do presidente francês Emmanuel Macron a Beirute pela segunda vez em menos de um mês. Um dos pontos do programa que acompanha Macron é formar o mais rápido possível um governo de "unidade nacional" que realize a implementação de reformas para destravar a ajuda econômica.

Depois de nomeado, o novo primeiro-ministro terá a tarefa de formar um novo gabinete, embora o governo de Hasan Diab continue temporariamente no intervalo, que permanece no cargo apesar de sua renúncia em bloco em 10 de agosto. A decisão veio após a explosão de 4 de agosto no porto de Beirute que deixou 190 mortos, mais de 6.500 feridos e 300.000 desabrigados.

O novo primeiro-ministro enfrentará a tarefa de salvar o Líbano das múltiplas crises que vive um dia após o século de sua criação como Estado. /EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Líbano [Ásia]Beirute [Líbano]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.