Líbia identifica 50 pessoas envolvidas em ataque à embaixada dos EUA

Autoridades líbias identificaram 50 pessoas que estavam envolvidas no ataque contra o consulado dos Estados Unidos em Benghazi, em que o embaixador e outros três norte-americanos foram mortos, disse um oficial de segurança neste sábado.

Reuters

15 de setembro de 2012 | 11h14

O embaixador norte-americano para a Líbia, Christopher Stevens, e outros três morreram quando homens armados atacaram o consulado e um refúgio de segurança na cidade oriental, na noite de terça-feira. Os atacantes faziam parte de uma multidão culpando os Estados Unidos por um filme que disseram insultar o profeta Maomé.

Até agora, quatro pessoas foram presas e estão sendo interrogadas, disseram as autoridades líbias.

"Sabemos de 50 pessoas que estiveram envolvidas no ataque, temos nomes e sabemos quem são, mas pode ser mais", disse Abdel-Monem Al-Hurr, porta-voz do Supremo Comitê de Segurança da Líbia.

(Por Ali Shuaib)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.