Líbia pede à ONU que investige abusos da Otan

A Líbia pediu ao secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, a formação de uma "comissão de alto nível" para investigar supostos abusos cometidos pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), informou a agência de notícias estatal Jana, neste sábado.

REUTERS

20 de agosto de 2011 | 15h39

Aviões da Otan têm bombardeado a infra-estrutura militar do governo da Líbia, dando apoio aos rebeldes que lançaram, há seis meses, uma ofensiva para retirar o ditador Muammar Gaddafi do poder.

Segundo a agência, o primeiro-ministro líbio, Al Baghdadi Ali Al-Mahmoudi, falou com o secretário-geral da ONU por telefone neste sábado, e Ban prometeu estudar a proposta.

Mahmoudi pediu por "uma delegação de alto nível... para visitar a Líbia assim que possível e observar de perto os abusos (da Otan) e o que está acontecendo no país", relatou a Jana.

Mahmoudi pediu a Ban para que o presidente da Comissão da União Africana, Jean Ping, faça parte da delegação, acrescentou a agência oficial líbia.

(Por Souhail Karam)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAONUOTAN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.