Líder de rebeldes na Líbia diz que Ocidente precisa agir rápido

O líder do rebelde Conselho Nacional da Líbia afirmou neste sábado que a comunidade internacional precisa agir rapidamente para proteger civis das forças de Muammar Gaddafi que estão bombardeando a cidade de Benghazi.

REUTERS

19 de março de 2011 | 09h19

"Agora há um bombardeio de artilharia e mísseis em todos distritos de Benghazi", disse Mustafa Abdel Jalil à rede de TV Al Jazeera. "A comunidade internacional está atrasada em intervir para salvar civis das forças de Gaddafi".

"Hoje em Benghazi haverá uma catástrofe se a comunidade internacional não colocar em prática as resoluções do Conselho de Segurança da ONU", acrescentou. "Apelamos à comunidade internacional, a todo o mundo livre, para impedir essa tirania de exterminar civis."

(Por Edmund Blair)

Tudo o que sabemos sobre:
LIBIAREBELDESAJUDAMUNDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.