Líder do Hamas diz estar pronto para aceitar trégua humanitária com condições

O líder do Hamas, Khaled Meshaal, disse que estava pronto para aceitar uma trégua humanitária em Gaza, onde o grupo islâmico está lutando contra uma ofensiva militar de Israel, mas não concordará com um cessar-fogo completo até que os termos sejam negociados.

REUTERS

23 de julho de 2014 | 16h44

"Todo mundo quer que aceitemos um cessar-fogo e, em seguida, negociemos nossos direitos, nós rejeitamos isso e nós rejeitamos isso de novo hoje", disse ele em uma entrevista coletiva no Catar.

Mas afirmou que o Hamas "não vai fechar a porta" para uma trégua humanitária se Israel terminar o cerco contra Gaza.

(Reportagem de Amena Bakr, em Doha; e de Sami Aboudi, em Dubai)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDHAMASTREGUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.