Líder do Hamas diz que Israel deve tomar primeiro passo para cessar-fogo

O líder exilado do grupo islâmico palestino Hamas disse nesta segunda-feira que Israel deve tomar o primeiro passo se deseja um acordo no conflito em Gaza.

Reuters

19 de novembro de 2012 | 12h56

"Quem começou a guerra deve terminá-la", disse Khaled Meshaal durante entrevista coletiva no Cairo.

Meshaal disse ainda que o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, pediu um cessar-fogo, informação que Israel negou imediatamente.

Israel bombardeou dezenas de alvos em Gaza nesta segunda-feira pelo sexto dia seguido, mas o Egito, que atua como mediador, disse que um acordo para encerrar os combates poderia estar próximo.

Meshaal disse que o Hamas não quer uma escalada da violência ou forçar uma invasão por terra israelense. Mas afirmou que o Estado judeu falhou ao alcançar seus objetivos em Gaza.

O líder pediu ainda que palestinos acabem com suas diferenças e se unam sob uma única visão, numa referência à divisão entre o Hamas na Faixa de Gaza e a Fatah na Cisjordânia, do presidente palestino, Mahmoud Abbas.

Ele pediu que grupos de direitos humanos "exponham" os "crimes" israelenses em Gaza, especialmente aqueles que ele disse terem sido perpetrados contra crianças e civis.

(Reportagem de Tom Perry e Shaimaa Fayed)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDHAMASISRAEL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.