Líder do Hamas promete manter resistência contra Israel

O líder do Hamas, Khaled Meshaal, declarou nesta terça-feira que o grupo islâmico está perto de resolver as desavenças com a Organização para a Libertação da Palestina (OLP) do presidente e rival Mahmoud Abbas, mas prometeu manter a resistência contra Israel.

Reuters

20 de maio de 2014 | 21h17

Falando em um encontro em Doha para marcar a "Nakba", a celebração anual do que os palestinos chamam de catástrofe do seu deslocamento quando Israel foi fundado, Meshaal disse que o Hamas fez sacrifícios pela reconciliação.

“Viramos a página nesta divisão... o Hamas já fez sacrifícios, e isso foi necessário para ficar mais perto dos nossos irmãos, mas não faremos concessões ao invasor”, afirmou.

O Hamas e a OLP anunciaram um pacto de união em 23 de abril, depois de uma longa sequência de tentativas fracassadas de reconciliação após sete anos de disputas. O pacto prevê um governo de união dentro de cinco semanas e eleições nacionais seis meses depois.

Depois da declaração de Meshaal, Israel disse que Abbas trocou a paz pelo Hamas e cancelou uma rodada de conversas com os palestinos, mediadas pelos Estados Unidos, que havia sido agendada para a noite de quarta-feira em Jerusalém.

Uma fonte próxima do Hamas disse que detalhes do pacto estão sendo finalizados no momento entre os dois grupos em Doha.

(Reportagem de Amena Bakr)

Tudo o que sabemos sobre:
ORMEDHAMASOLP*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.