Líderes turco e israelense se falam após incidente em Davos

Recep Tayyip Erdogan irritou-se após ser cortado em debate em que Shimon Peres defendia operação de Israel

Efe,

30 de janeiro de 2009 | 06h46

O presidente de Israel, Shimon Peres, falou nas últimas horas por telefone com o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, para eliminar qualquer problema que tenha surgido após o incidente de na quinta-feira, 29, no Fórum Econômico Mundial de Davos. Premiê turco deixa fórum em Davos após discussão sobre Gaza Ayelet Frisch, porta-voz do presidente israelense, confirmou nesta sexta-feira à Agência Efe que ambos se "falaram", mas negou que houvesse um pedido de desculpas por parte de Peres devido ao ocorrido em Davos. "Não houve desculpa", disse o porta-voz, em referência ao episódio em que Erdogan abandonou uma sessão de debates no fórum de Davos durante discurso do presidente de Israel. O porta-voz reiterou que a insatisfação de Erdogan não era com o presidente israelense, "mas sim com o moderador" do debate. O primeiro-ministro turco já havia dito que abandonou a sala porque só lhe tinham sobrado 12 minutos para falar, muitos menos tempo que Peres dispunha.

Tudo o que sabemos sobre:
DavosGazaIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.