Liga Árabe rejeita pedido da Síria para mudança em missão

A Liga Árabe rejeitou um pedido do governo sírio para mudanças nos planos da organização para o envio de uma missão de observação ao país, onde tanques e tropas têm sido usados para reprimir protestos contra o presidente Bashar al-Assad, informou a tv estatal egípcia.

REUTERS

20 de novembro de 2011 | 10h47

Segundo a emissora, a Liga Árabe rejeitou o pedido em uma carta de seu secretário-geral, Nabil Elarabym, para o Ministério de Relações Exteriores sírio. A Liga pretende enviar uma missão com 500 pessoas para a Síria.

Na carta, a Liga informou que as mudanças pedidas pelo governo sírio mudariam a natureza da missão.

A entidade está buscando uma saída negociada regionalmente para a situação na Síria, onde manifestantes exigem a saída do ditador Assad.

Apesar da rejeição do pedido de Damasco, a ida da missão para o país ainda depende da assinatura de um protocolo pelo governo sírio, concordando com a operação. É incerto, no momento, quando isso possa ocorrer.

Tudo o que sabemos sobre:
SIRIAPEDIDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.