Maioria de israelenses quer diálogo com o Hamas--pesquisa

A maioria dos israelenses é a favorde um diálogo com o grupo Hamas a fim de chegar a umcessar-fogo e garantir a libertação de um militar capturado,mostrou uma pesquisa nesta quarta-feira. A sondagem do jornal Haaretz indicou que 64 por cento dosisraelenses apóiam conversas com o Hamas, que controla a Faixade Gaza desde junho passado. O sargento Gilad Shalit foi sequestrado por militantes deGaza em 2006. Vinte e oito por cento dos entrevistados disseram sercontra as conversas com o Hamas e 8 por cento afirmaram nãosaber se esta seria a decisão correta. Em uma postura apoiada pelo Ocidente, Israel rejeitounegociações com o Hamas até que o grupo reconheça o Estadojudaico, renuncie à violência e aceite acordos de pazexistentes. O Hamas declarou que consideraria um cessar-fogo se Israelsuspendesse o atual bloqueio contra Gaza e as operaçõesmilitares na região e na Cisjordânia. Além disso, o grupo ofereceu um acordo para trocar Shalitpor centenas de palestinos detidos em prisões israelenses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.